Endividamento

 

Endividamento

A Companhia registrou em 31 de dezembro de 2017 uma dívida bruta de R$ 4.817,2 milhões, montante 5,2% maior em relação a 2016, R$ 4.580,7 milhões.

As disponibilidades somaram R$ 601,3 milhões em 2017, ante R$ 1.067,6 milhões no ano anterior redução explicada pela piora no cenário hidrológico no 2S17 acompanhada pelo aumento dos investimentos realizados pela Companhia em 2017 vs. 2016.

Dessa forma, a dívida líquida da Companhia totalizou R$ 4.216,0 milhões em 31 de dezembro de 2017, um aumento de R$ 702,9 milhões em relação ao saldo de R$ 3.513,1 milhões do ano anterior. Esse aumento deve-se principalmente à:

(i) redução das disponibilidades em R$ 466,4 milhões;

(ii) emissões de R$ 839,3 milhões, no período, incluindo debêntures, notas promissórias e CCB com destaque para (i) a 3ª emissão de nota promissória no valor de R$ 100 milhões; (ii) a emissão da 20ª e 21ª emissão de debêntures que totalizaram o valor de R$ 456,9 milhões e (iii) a emissão da CCB com Banco Safra no valor de R$ 200,0 milhões referente a empréstimo ponte para FINEM; parcialmente compensados pelas;

(iii) amortizações de debêntures, CCB, FINEM, FINEP e Nota Promissória, contemplando principal e juros no valor de R$ 909,7 milhões, com destaque para amortização do principal dos seguintes instrumentos (i) CCB Bradesco no valor de R$ 120,0 milhões mais juros; (ii) 13ª debênture no valor de R$ 80,0 milhões mais juros; (iii) 17ª emissão de debêntures no valor de R$ 90,0 milhões mais juros e (iv) 19ª emissão de debêntures no valor de R$ 71,1 milhões mais juros;

(iv) redução do saldo do fundo de pensão (“FUNCESP”) em R$ 61,1 milhões.

 

Dívida - R$ milhões 2017 2016 Var (%)
Empréstimos, Financiamentos e Debêntures 3.569,0 3.271,4 9,1%
Fundo de Pensão 1.248,2 1.309,3 -4,7%
(-) Disponibilidades¹ 601,3 1.067,6 -43,7%
Dívida Líquida 4.216,0 3.513,1 20,0%
EBITDA (12 meses) 1.062,2 734,3 44,7%
Despesa com FUNCESP (12 meses) 392,7 355,7 10,4%
EBITDA Ajustado (12 meses) 1.454,9 1.090,0 33,5%
Despesas financeiras sobre empréstimos² 445,1 505,3 -11,9%
Dívida Líquida²/EBITDA Ajustado 2,90 3,22 -10,1%
EBITDA Ajustado/Despesa financeira² 3,27 2,16 51,5%
(1) Caixa, equivalentes de caixa e investimentos de curto prazo
(2) Despesa financeira sobre empréstimos (caixa) (12 meses)

 

*Prazo médio considera principal; custo médio considera principal e juros.

 


Em 31 de dezembro de 2017, a dívida da Eletropaulo atrelada ao CDI foi de R$ 3.132,0 milhões com um custo médio de CDI + 2,03 % a.a., maior do que o registrado em 2016 de CDI + 1,92 % a.a. sob a dívida de R$ 2.810,7 milhões em função, principalmente, das novas emissões e pagamentos de dívidas ocorridas no período, conforme descritas anteriormente.

O saldo da dívida atrelada aos demais índices , principalmente IGP-DI + 5,9% a.a. totalizou R$ 1.601,5 milhões em 31 de dezembro de 2017 vs. R$ 1.693,1 milhões ao custo médio de IGP-DI + 5,5% a.a. registrado em 2016.

O prazo médio da dívida em 31 de dezembro de 2017 era de 4,0 anos, patamar inferior ao prazo de 4,5 anos do ano anterior, também explicado pelas novas emissões e pagamentos de dívidas ocorridos neste exercício.

A seguir, é mostrada a segregação da dívida bruta da Companhia por indexador e cronograma de amortização:


* Referente a Empréstimos, Financiamentos e Debêntures. | ** Fluxo composto por amortização de principal, juros acumulados e saldos de diferidos. Não considera arrendamento financeiro.


Escala de rating da Companhia

Em 16 de agosto de 2017, a S&P elevou o rating da Companhia em escala nacional em dois níveis, de “A-” para “A+”, com perspectiva estável. De acordo com a agência, a nova classificação de risco reflete o impacto da alteração de perspectiva do rating soberano, com alteração na tabela de mapeamento de ratings, anunciada na mesma data.

Em 25 de setembro de 2017, a Fitch afirmou em, ‘BB’ os IDRs (Issuer Default Ratings – Ratings de Probabilidade de Inadimplência do Emissor) em Moedas Estrangeira e Local da Companhia e o Rating Nacional de Longo Prazo 'AA- (bra)'. A Perspectiva dos ratings corporativos é estável.


Últimas atualizações: Fitch - Set'17; S&P - Ago'17; Moodys - Mar'17.


Emissões Recentes

Em 8 de janeiro de 2018, a Companhia concluiu a 22ª emissão de debêntures simples no montante total de R$ 300,0 milhões. O prazo de vencimento é de 1 ano contados da data de emissão com o pagamento de juros remuneratórios equivalentes a CDI + 2,95% a.a. Os recursos líquidos foram destinados ao reperfilamento do passivo da Companhia e reforço de capital de giro.

 

Covenants

Para efeito de cálculo dos covenants em contratos de dívida da Companhia, considera-se o saldo devedor com o fundo de pensão de R$ 1.248,2 milhões em 31 de dezembro de 2017 (não considerando o efeito das perdas atuariais líquidas do plano de pensão, registradas em “Outros resultados abrangentes”, no montante de R$ 2.458,9 milhões).

Considerando o EBITDA previsto nos covenants dos últimos 12 meses findos em 30 de setembro de 2017, a Eletropaulo apresentou indicadores Dívida Líquida/EBITDA Ajustado de 2,90x, e EBITDA Ajustado/Despesa Financeira de 3,27x.

Os covenants da dívida são:

(i) Dívida Líquida/EBITDA Ajustado não pode ser superior a 3,5x e

(ii) EBITDA Ajustado/Despesa Financeira não pode ser inferior a 1,75x.

Desta forma, em 31 de dezembro de 2017, a Companhia estava dentro dos limites estabelecidos nos seus contratos de dívida.

 

Escrituração e aditamentos de Debêntures

 

Índice Sustentabilidade Empresarial 2017 ELPL3 Novo Mercado

Copyright 2018 Eletropaulo - Todos os direitos reservados

Desenvolvido: RIWEB